Amuleto cita Balaão

 

 

 

 

Amuleto de 1600 anos cita passagem de Balaão

 

Com o texto acima, vemos que alguns fatos bíblicos estão cada vez mais conhecidos e ganhando evidências reais.

Um pergaminho do 5º século feito de chumbo fino e descoberto em 1930 na Turquia, finalmente foi decifrado, e sua mensagem é clara: um amuleto em aramaico, refere-se à história da Bíblia e cita Balaão, os pesquisadores acreditam que ele foi usado por um judeu (Balaão) para amaldiçoar corredores de carros da oposição. O pergaminho foi descoberto enterrado no Hipódromo, na cidade de Antioquia, há 70 anos por pesquisadores da Universidade de Princeton. Ele permaneceu enrolado e sua mensagem não decifrada até dois anos atrás.

O programa da Universidade de Tel Aviv “Reflectance Transformation Imaging (RTI) ”, uma tecnologia que capta imagens em diferentes luzes e ângulos diferentes, conseguiram decifrar as inscrições. Foi identificado um dialeto aramaico escrito com letras hebraicas usado pelos judeus. No conteúdo foi possível descobrir a história de Balaão contendo o nome de Deus em hebraico (YHWH). A maldição invoca o anjo que está diante do burro de Balaão para bloquear os cavalos dos adversários. Também pede que Deus faça que os cavalos da “Equipe azul” se “afoguem em lama”. Esse é um dos muitos pergaminhos que podem ser atribuído aos judeus.

Esses amuletos eram amarrados em panos e usados no corpo. Explicou o pesquisador.

Outros acham que amuletos como esses não podem ser atribuídos aos judeus, mas eram muito comuns na época entre os judeus, como atesta os escritos Bíblicos. Outra possibilidade, é que os sábios da Torá desaprovaram tais magias e feitiços ou encantos, como também as corridas de cavalos, mas aqui temos provas de que até os judeus usavam maldições contra seus oponentes, disse Elitzur Leiman, estudante de amuletos mágicos judaicos dos séculos IV-VII, da Universidade de Tel Aviv.

Do Inglês: Eliyahu Berkowitz

Traduzido para o Português por Logostheos 2018